ConhecimentoGeral

// Definição, referências, fotos e vídeos de termos e assuntos de conhecimento geral //


Wahhabismo


Ahl al-Bayt · SahabaSunitas · Xiitas

Califas bem guiados · CalifadoCultura e sociedadeEstudos · Animais · ArteCalendário · CriançasDemografia ·

FestivaisMesquitas · FilosofiaCiência · MulherPolítica · DawaOutras religiõesCristianismo · JudaísmoHinduísmo · Sikhismo · JainismoVeja tambémCríticas · IslamofobiaVocabulário do islã ·  Portal Islãv • eWahhabismo ou uaabismo (em árabe: الوهابية) é um movimento religioso ou seita do islamismo sunita geralmente descrito como "ortodoxo", "ultraconservador", "extremista", "austero", "fundamentalista" e "puritano". Seu principal objetivo é restaurar o "culto monoteísta puro". Os adeptos muitas vezes opõem-se ao termo wahhabismo por considerá-lo pejorativo e preferem ser chamados de salafistas ou muwahhid.

O movimento tem o nome inspirado em um pregador e estudioso do século XVIII chamado Muhammad ibn Abd al-Wahhab (1703-1792). Ele começou um movimento revivalista na região remota e pouco povoada de Nejd, no centro da Arábia Saudita, defendendo purificar o islamismo para devolvê-lo às suas raízes do século VII, por meio de uma purga de práticas como o culto popular dos santos, de santuários e a visitação de túmulos de entes queridos, práticas generalizadas entre os muçulmanos, mas que ele considerava como "idolatria", "impurezas" e inovações dentro do islamismo.[16] Posteriormente, ele formou um pacto com um líder local Muhammad bin Saud oferecendo obediência política e prometendo que a defesa e a propagação do movimento wahhabista significaria "poder e glória" e domínio de "terras e homens".[17] O movimento está centrado no princípio de Tawhid,[18] ou a "singularidade" e "unidade" de Deus.[16] O movimento também usa os ensinamentos do teólogo medieval Ibn Taymiyyah e do jurista Ahmad ibn Hanbal. Ele aspira a volta às primeiras fontes islâmicas fundamentais do Alcorão e Hadith,[19] rejeitando as escolas jurídicas tradicionais islâmicas, além das três primeiras gerações de muçulmanos como uma inovação desnecessária.[20][21]

As estimativas do número de adeptos ao wahhabismo variam, com uma fonte que dá um valor de cinco milhões de wahhabistas na região do Conselho de Cooperação do Golfo. De acordo com a Universidade de Columbia, a maioria dos wahhabistas do Conselho do Golfo estão no Catar, nos Emirados Árabes Unidos (EAU) e na Arábia Saudita. De acordo com estimativas, 46,87% da população do Catar e 44,8% dos habitantes dos EAU são wahhabistas, enquanto que 5,7% da população do Bahrein e 2,17% dos kuwaitianos também são parte do movimento. Os wahhabistas são a "minoria dominante" da Arábia Saudita.[22] Há 4 milhões de wahhabista sauditas, ou 22,9% da população do país, concentrados em Najd.[23] A aliança entre seguidores de ibn Abd al-Wahhab e sucessores de Muhammad bin Saud (a Casa de Saud) criou o Reino da Arábia Saudita, onde os ensinamentos Mohammed bin Abd Al-Wahhab são patrocinados pelo Estado saudita e são a forma dominante do islamismo no país até atualmente.[24] Com a ajuda de financiamento das exportações de petróleo[25] (e outros fatores[26]), o movimento sofreu um "crescimento explosivo" partir da década de 1970 e agora tem influência em todo o mundo.

O wahhabismo é acusado de ser "uma fonte de terrorismo global"[27][28] e por causar desunião na comunidade muçulmana, rotulando os muçulmanos não-wahhabistas como apóstatas (takfir),[29] abrindo assim o caminho para o derramamento de sangue.[30][31][32] O movimento também foi criticado pela destruição de mazaars, mausoléus e outros edifícios e artefatos históricos de muçulmanos e não-muçulmanos.[33][34][35] Os "limites" que determinam o wahhabismo têm sido classificados como "difíceis de identificar",[36] mas no uso contemporâneo, os termos "wahhabistas" e "salafistas" são muitas vezes usados ​​como sinônimos e considerado movimentos com diferentes raízes que se fundiram a partir dos anos 1960.[37][38] [39] O wahhabismo também tem sido chamado de "uma orientação particular dentro salafismo",[40] ou uma braço saudita ultra-conservador do salafismo.[20][21]

Fonte: Wikipedia (CC-BY)

Galeria de imagens de Wahhabismo

[ REPORTAR ERRO / CONTRIBUIR ]

Vídeos relacionados

O que é o Wahhabismo (Ideologia da Arábia Saudita e do ISIS)


i rapporti tra wahabismo e salafismo (mostafa milani)


Wahhabismo, Salafismo, terrorismo Saudita, Develado por el VM Principe Gurdjieff al Mahdi








 

2016 | ConhecimentoGeral
Disponibilizado nos termos da licença Creative Commons: Atribuição - Compartilhada Igual 3.0 Não Adaptada (CC BY-SA 3.0)