ConhecimentoGeral

// Definição, referências, fotos e vídeos de termos e assuntos de conhecimento geral //


Arquea


EuryarchaeotaKorarchaeotaNanoarchaeotaThaumarchaeota

SinónimosArchaebacteria Woese & Fox, 1977ArchaebacteriobiontaArchaebacteriophytaMendosicutes Murray, 1984Mendosicutes Gibbons & Murray, 1978Prokarya (in part.)Prokaryota (in part.)

Archaea (do grego: antigo, velho ; em português: arquea , arquéia , arqueiaAO 1990, arquaia ) é a designação de um dos domínios de seres vivos, morfologicamente semelhantes às bactérias mas genética e bioquímicamente tão distintas destas como dos eucariotas. Conhecidas principalmente por habitar ambientes considerados extremos (sendo muitas das arqueias extremófilas) como fontes hidrotermais, lagos ou mares muito salinos, pântanos (onde produzem metano) e ambientes ricos em gás sulfídrico e com altas temperaturas, as arqueias são ubíquas no nosso planeta, fazendo inclusive parte do microbioma humano .

A separação entre os domínios Bacteria e Archaea deu-se na década de 1970, quando o microbiólogo Carl Woese (1928-2012) verificou que ao comparar as sequências de RNA ribossómico de várias espécies era possível separá-las em três grupos distintos. Apesar do nome (Archaea em grego significa “antigo”), este não significa que as Archaeas sejam mais semelhantes aos organismos primitivos do que as Bactérias ou os Eucariotas. Woese decidiu atribuir o nome Archaea a este domínio para fazer sobressair a sua natureza mais primitiva relativamente aos Eucariotas .

As arquéias prevalecem em ambientes hostis aos demais seresOriginalmente o termo Archaebacteria (do grego: bactéria primitiva; em português: arquéias) era usado para descrever esses organismos, e o termo Eubacteria (do grego: bactéria verdadeira; em português: eubactéria) era usado para os demais seres procariotas. De modo a ressalvar as diferenças existentes entre estes dois domínios, o nome Archaebacteria é desaconselhado . A tendência atual, devido às diferenças estruturais, é utilizar Bacteria ("bactéria") apenas para os antigos Eubacteria, ajustando-se os nomes.

As arqueias possuem características morfológicas semelhantes às das bactérias, sendo a mais marcante a ausência de um núcleo delimitado por uma membrana; por este motivo tanto as arqueias como as bactérias são denominadas de procariotas. Uma vez que esta definição de procariotas é negativa, i.e., é feita com base numa característica que está presente nos eucariotas mas não está presente nos procariotas, alguns autores sugerem que a transcrição acoplada à tradução seja utilizada como característica positiva dos procariotas .

As arqueias possuem características que podem ser encontradas em eucariotas ou em bactérias. A título de exemplo, as arqueias possuem geralmente um único cromossoma circular - à semelhança das bactérias -, mas os seus cromossomas podem ter mais do que uma origem de replicação - fenómeno que se pensava estar presente apenas nos eucariotas .

Algumas arqueias possuem características metabólicas únicas, tais como:

Algumas espécies de Archaea (Halobacteria), produzem energia a partir da luz, por uma estrutura celular chamada bacteriorrodopsina . Isto constitui um fenómeno de fototrofia (mas não de fotossíntese).Algumas arqueias pertencentes ao filo Euryarchaeota conseguem produzir metano, sendo por isso chamadas de metanogénios. Alguns destes organismos vivem no intestino de ruminantes.Além disso, as arqueias possuem uma membrana celular com lípidos compostos de uma associação de glicerol-éter, enquanto que os das bactérias e eucariotas são compostos de glicerol-éster. Além disso, o grupo glicerol ao qual a cadeia hidrofóbica se encontra ligada tem estereoquímica diferente nas arqueias, comparativamente às bactérias e aos eucariotas. Também ao contrário das bactérias, as arqueias não possuem uma parede celular de peptidoglicanos. Apenas um grupo relativamente pequeno de arqueias possui uma parede celular composta por um polissacarídeo (pseudomureína); a maior parte das arqueias possui antes uma estrutura proteica para-cristalina chamada de S-layer ("superfície S") . Finalmente, o flagelo das arqueias é diferente em composição e desenvolvimento do das bactérias, tendo sido inclusivamente chamado de arcaelo (do original archaellum) para evidenciar as diferenças relativamente ao flagelo bacteriano .

O reino Archaea contém os filos

KorarchaeotaCrenarchaeotaEuryarchaeotaNanoarchaeotaThaumarchaeota (anteriormente considerados "Crenarchaeota mesófilos")AigarchaeotaEm 2015 foi sugerida a existência de um novo filo, o Lokiarchaeota .

Fonte: Wikipedia (CC-BY)

Galeria de imagens de Arquea

[ REPORTAR ERRO / CONTRIBUIR ]

Vídeos relacionados

Arqueas que se han adaptado a usar el uranio como fuente de energía


Procariontes: Bacteria x Archaea


Reino Archae








 

2016 | ConhecimentoGeral
Disponibilizado nos termos da licença Creative Commons: Atribuição - Compartilhada Igual 3.0 Não Adaptada (CC BY-SA 3.0)